Notícias

 

Vitória da Conquista sediará, no próximo sábado (28), a 3ª edição do Circuito Baiano de Direito das Famílias. O evento, promovido pelo Instituto Brasileiro de Direito das Famílias (IBDFAM), conta com o apoio do Tribunal de Justiçada Bahia (TJBA). Será realizado no Salão do Júri do Fórum João Mangabeira das 8h às 18h.

O intuito desta edição consiste em discutir questões referentes à diversidade de cor e gênero presentes nas famílias. Serão discutidos temas como: violência contra a mulher; nome social transgênero; multiparentalidade; testamento vital; mediação judicial e constelação familiar; igualdade entre união estável e casamento; e novos caminhos do sistema de adoção. Questões referentes à diversidade de cor e gênero, presentes nas famílias também estão na pauta.

O Corregedor das Comarcas do Interior, Desembargador Salomão Resedá, e a Desembargadora Nágila Brito, Presidente da Coordenadoria da Mulher, estão entre os palestrantes do 3º Circuito Baiano de Direito das Famílias.

A programação completa pode ser conferida por meio do site do evento.

Para se inscrever, acesse: www.circuitobaiano.net.br

IBDFAM – O Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM) foi criado em 25 de outubro de 1997, em Belo Horizonte (MG), durante o I Congresso Brasileiro de Direito de Família. Atualmente, já possui 10 mil associados e reúne, entre seus membros, advogados, assistentes sociais, defensores públicos, desembargadores, estudantes, promotores e procuradores de Justiça, juízes, psicanalistas e psicólogos. Operadores do Direito do Brasil e do Exterior.O Instituto é uma entidade técnico-científica sem fins lucrativos reconhecida pelo Ministério da Justiça como de utilidade pública federal que tem o objetivo de desenvolver e divulgar o conhecimento sobre o Direito das Famílias, além de atuar como força representativa nas questões pertinentes às famílias brasileiras.

O Circuito Baiano de Direito da Família e Sucessões tem o intuito de suprir a escassez de informações da sociedade sem acesso ao profissional de Direito no interior do Estado da Bahia. O projeto conta com o apoio do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia.

Comentários

Posts Relacionados