Notícias

Faz parte da resistência encarar de frente as pedras que são lançadas, impulsionadas pela certeza de que a união está, de fato, fazendo a força.

 

Caros trabalhadores e trabalhadoras do Judiciário baiano,

Mantendo o nosso sempre reconhecido compromisso com a transparência e a verdade, nós da coordenadoria executiva do SINTAJ viemos esclarecer algumas questões relativas à nossa campanha pela Unificação.

É importante dizer que o SINTAJ jamais foi procurado por qualquer outra entidade para que uma unificação fosse realizada. As tentativas feitas sempre partiram de nós. A única mudança de postura do nosso sindicato é o fato de estar levantando publicamente e de forma mais assertiva uma bandeira há muito tempo defendida pela base da nossa instituição e deliberada no último Congresso do SINTAJ, em 2015.

O SINTAJ está para os trabalhadores do judiciário, como o pequeno Davi para o gigante Golias. Nós do SINTAJ não tememos os gigantes, nem jamais nos curvamos ao poder. Sozinhos encabeçamos greves e negociações espinhosas que seriam resolvidas de forma mais célere se não houvesse uma divisão entre nós.

Quantos “Golias” teríamos derrubado se todas as instituições estivessem unidas?

O nosso compromisso é com a justiça baiana e não com o poder. A unificação é necessária para nos tornar tão grandes quanto os gigantes que nos cercam constantemente na tentativa de parar a nossa caminhada.

Com o objetivo de fortalecer a luta de todos os trabalhadores do TJ-BA nos comprometemos a investir na campanha de unificação e não nas chapas de oposição das outras entidades representativas. Não há dinheiro sendo “injetado” de forma duvidosa para obter vantagens indevidas. O que há é a certeza da transparência do SINTAJ e da sua tradição democrática.

O aporte financeiro para a campanha de unificação foi aprovado em assembleia geral do nosso sindicato. Levamos todas as decisões que precisam ser tomadas coletivamente para assembleia. Ouvimos e consideramos as opiniões de todos os nossos filiados. Algumas vezes ganhamos. Noutras perdemos. Mas, aqui, quem sempre vence é a categoria.

Entendemos que a função de um sindicato não é acumular patrimônio, mas sim manter a essência da luta. O maior patrimônio do SINTAJ é você que com a sua voz ajuda a ecoar a nossa, que é a mesma de todos aqueles que reconhecem que JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!

O único acúmulo que fazemos é o dos desejos de cada um dos trabalhadores que democraticamente ergueram as suas mãos votando favoravelmente à unificação. Unificação esta que não é um desejo apenas da base, mas daqueles que acreditam num movimento uníssono.

Todos aqueles que partilham do mesmo desejo serão bem vindos e poderão contribuir convencendo os colegas de que essa é uma causa justa e em busca unicamente de uma luta unilateral que põe em prática o anseio da categoria que diz não a polarização do movimento. O papel dos dirigentes da entidade é justamente correr atrás de atingir esse objetivo.

Precisamos deixar claro que a aplicação – que, inclusive, já está em andamento – pelo TJ-BA da Resolução 219 do CNJ não afeta em nada a existência do SINTAJ. Para ser reconhecido enquanto tal um sindicato precisa é ter base definida. A nossa é formada pelos trabalhadores dos Juizados Especiais e das secretarias do Tribunal. Mesmo com a aplicação da norma todos eles continuarão a existir. Qualquer especulação em torno da extinção do SINTAJ devido à aplicação da 219 não faz sentido e não possui nenhum lastro na realidade.

A trajetória do SINTAJ é marcada por muita luta e resistência e nessa nova jornada não será diferente. Lutaremos para tornar realidade o desejo da categoria, superando todos os obstáculos que surgirão.

Se fosse fácil não chamaríamos de luta. Sigamos em frente!

Coordenadoria Executiva do SINTAJ

 

sindicato FORTE, servidor RESPEITADO!

Comentários

Posts Relacionados