Notícias

Foto: Niassa Jamena/Sintaj

A coordenação do SINTAJ (Sindicato dos Servidores dos Serviços Auxiliares do Poder Judiciário do Estado da Bahia) se reuniu, nesta sexta-feira (13), com representantes da administração do TJ-BA (Tribunal de Justiça da Bahia) para dar continuidade à negociação da pauta de reivindicações dos trabalhadores do Judiciário baiano.

Os principais pontos tratados durante a conversa foram a diminuição das disparidades salariais entre os trabalhadores do TJ-BA, o encaminhamento para a ALBA (Assembleia Legislativa da Bahia) do projeto para pagamento do reajuste linear, o reajuste do auxílio alimentação e a criação de um novo PCS (Plano de Cargos e Salários).

Foto: Niassa Jamena/Sintaj

Em relação a minimização das diferenças de remuneração, a diretora geral Iramar Almeida, quem está à frente das negociações por parte da Corte, afirmou que já na próxima semana dará uma resposta definitiva sobre a questão. Contudo, destacou que o presidente do Tribunal, desembargador Gesivaldo Britto, está empenhado em resolver a questão. “É vontade dele [o presidente] resolver isso. Ele quer isso para ontem”, disse Iramar enquanto explicava ainda ser necessário o parecer da consultoria jurídica.

Sobre o linear, a diretora disse que Britto já conversou com o governador Rui Costa sobre a questão, mas que ainda não foi tomada uma decisão definitiva.

Ainda de acordo com Iramar, o auxílio alimentação será reajustado esse ano, mas a administração ainda precisa fechar alguns detalhes sobre o acréscimo para divulgar o valor da correção e quando ela será implantada.

Foto: Niassa Jamena/Sintaj

Já sobre o PCS, a representante da Corte afirmou que será criado um grupo de estudo para se avaliar a viabilidade da elaboração de um novo plano. O SINTAJ indicará um representante para participar do coletivo.

O encontro é o segundo destinado a discutir as demandas dos trabalhadores. O primeiro foi realizado no dia 22 de março.

Em negociação com a atual gestão do TJ-BA, o SINTAJ já conseguiu o pagamento do retroativo do abono pecuniário e a continuidade do pagamento da indenização da licença-prêmio aos servidores já aposentados.

Também participaram da reunião a chefe de gabinete da presidência Lorena Navarro e a assessora da presidência Larissa Oliveira.

 

sindicato FORTE, servidor RESPEITADO!

Comentários

Posts Relacionados