Notícias

O juiz responsável pela 2ª Vara dos Juizados Especiais da cidade de Juazeiro, Maurício Baptista Alves, foi flagrado retirando a faixa que indicava que os trabalhadores do local estavam paralisados. A ação ocorreu no último dia 14, quando os servidores dos Juizados baianos suspenderam suas atividades por 24 horas em uma ação preparatória para a greve geral iniciada na última segunda-feira (19). A atitude desrespeitosa do magistrado foi filmada por uma câmera de segurança que fica posicionada do lado oposto da rua onde se localiza o Juizado da cidade.

No vídeo (veja abaixo) é possível ver Alves arrancar a faixa afixada logo na entrada da unidade judiciária e jogar o artefato no chão. Após a atitude de clara afronta, o juiz ainda confere se ninguém viu o ato. Olha para os lados algumas vezes para se certificar de que não foi visto.

Sentindo-se protegido pelo anonimato, o magistrado não contava que a câmera mostraria o seu desprezo por um direito de todo o trabalhador. O de suspender as atividades para lutar por seus direitos. O ato ocorreu durante o dia. É lamentável que um homem que deveria cumprir a lei afronte dessa forma a maior delas, a Constituição Federal do Brasil.

O SINTAJ (Sindicato dos Servidores dos Serviços Auxiliares do Poder Judiciário do Estado da Bahia) está liderando o movimento paredista dos trabalhadores da Justiça e se manterá atento durante todo o movimento para que abusos desse tipo não se repitam em Juazeiro e nem ocorram em nenhuma outra comarca.

Veja vídeo abaixo:

sindicato FORTE, servidor RESPEITADO!

Comentários