Notícias

Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

por Cláudia Cardozo / Bruno Luiz

O presidente da Associação dos Magistrados da Bahia (Amab), Freddy Pitta, classificou como “muito boa” a escolha dos desembargadores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), que elegeram Gesivaldo Britto como presidente da Corte pelos próximos dois anos. Em entrevista ao Bahia Notícias, ele disse esperar que o novo chefe do Judiciário estadual consiga melhorar os números do tribunal, que tem a maior taxa de congestionamento do país, segundo dados do Justiça em Números, levantamento feito pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). “Esperamos que ele faça uma gestão de continuidade. A expectativa de toda a sociedade é que ele foque em uma jurisdição muito melhor, reduzindo os números de processos e tendo cada dia mais a Bahia em um ranking merecedor”, afirmou. Já o coordenador do Sindicato dos Servidores Auxiliares do Poder Judiciário (Sintaj), Dionizio Souza,  declarou que a principal reivindicação da instituição junto a Britto será a reposição inflacionária nos salários da categoria. “A gente está há dois anos sem sequer a reposição da inflação, isso é o mais importante, além de diversos passivos que o tribunal está em débito com os servidores. A gente espera que ele sente, dialogue com a gente, ao contrário da presidente Maria do Socorro, que em nenhum momento deu sinalização [de negociar o reajuste], a não ser que o governador desse sinalização. Esperamos que ele seja um agente para buscar aquilo que é do servidor”, cobrou.

Imprensa/Bahia Notícias

Comentários

Posts Relacionados