Representantes do SINTAJ e administração do TJ-BA se reúnem em segunda rodada de negociação

Foto: Niassa Jamena/Sintaj

Representantes da coordenadoria do Sindicato dos Servidores dos Serviços Auxiliares do Poder Judiciário do Estado da Bahia (SINTAJ) se reuniram mais uma vez, nesta quarta-feira (26), com a administração do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) para dar continuidade à negociação da pauta de reinvindicações dos trabalhadores da Justiça baiana. O primeiro encontro ocorreu na última quarta (19).

Durante a conversa ficou definido que o SINTAJ apresentará à Secretaria de Administração (SEAD) a relação de todas as unidades de Juizados Especiais da Bahia que apresentam problemas de infraestrutura e falta de equipamentos – casos como os das comarcas de Ipiaú, Alagoinhas e Valença –, como forma de se iniciar o atendimento ao pleito de melhores condições de trabalho dos servidores.

Além disso, a administração da Corte também se comprometeu a estudar uma forma para regulamentar e criar critérios objetivos para designação de servidor substituto.

Foto: Niassa Jamena/Sintaj

Em relação aos itens da pauta já tratados no encontro anterior, a coordenação do SINTAJ, bem como o TJ-BA, estão dando andamento a elaboração dos projetos, estudos e levantamento de dados e impactos que cabem a cada uma das partes respectivamente, cumprindo o pedido da presidente do TJ-BA, desembargadora Maria do Socorro Santiago. De acordo com a assessoria da magistrada, apesar de incialmente haver possibilidades de avanço é necessário o estudo detalhado dos dados para que o acolhimento definitivo dos pleitos seja feito com real ciência do impacto gerado.

Na primeira mesa de negociação foi acordado elaboração de um projeto pelo SINTAJ, fundamentado em dados e no impacto financeiro gerado, para corrigir a distorção salarial causada aos servidores que não recebem a Vantagem Pessoal de Eficiência (VPE) – antiga GEE –;o estudo da possibilidade de pagamento da correção da tabela do Plano de Cargos e Salários (PCS); negociação de uma forma viável para pagamento do passivo do “processo dos 18%” e requisição à Comissão dos Oficiais de Justiça dos cálculos referentes à correção da indenização de transporte para que a verba seja devidamente paga aos trabalhadores.

Representando o sindicato estiveram presentes na reunião os coordenadores geral, jurídico e de comunicação da entidade, respectivamente Antonio Jair, Elizabete Rangel e Adriana Pondé. Já da administração do TJ-BA participaram a diretora de RH, Leila Lima, o chefe de gabinete da presidência, Salvador Neuraci – líderes da comissão -; os secretários Igor Caires, Cláudia Nascimento e Maurício Dantas e o diretor geral, Cícero Moura.

 

sindicato FORTE, servidor RESPEITADO!

 

 

1 Comentário


    Warning: call_user_func() expects parameter 1 to be a valid callback, function 'odin_comments_loop' not found or invalid function name in /home/sintaj/www/wp-includes/class-walker-comment.php on line 180

Deixe uma resposta