Conselho De Representantes da Fenajud cria Fórum de Combate à Violência ao Trabalhador

O foro foi dividido em três eixos, sendo Segurança nas Unidades Judiciárias, Saúde do Trabalhador e Assédio Moral os temas prioritários a serem discutidos em cada um dos grupos no segundo semestre de 2017.

Foto: Divulgação/Fenajud

Terminou na noite desta quarta-feira (05) o Conselho de Representantes (CR) da Fenajud (Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados), em Brasília (DF), com uma importante decisão: será criado o Fórum de Combate à Violência ao Trabalhador, em âmbito nacional, com a participação de sindicatos filiados à Fenajud de todas as regiões – para garantir segurança e qualidade de vida a todos os trabalhadores e trabalhadoras do judiciário estadual.

No total o Fórum vai debater três eixos – que permeiam o cotidiano dos trabalhadores do judiciário estadual. O primeiro grupo vai tratar sobre a “Saúde do Trabalhador – Condições precárias – riscos à saúde e de acidentes”. O segundo grupo vai debater sobre a segurança nos fóruns e os riscos externos dos trabalhadores da justiça – Segurança interna e externa – Porte de armas”. O último grupo tem como foco “Assédio moral e perseguição do trabalhador e dirigentes sindicais”.

Foto: Divulgação/Fenajud

Os Grupos de Trabalhos (GTs) estarão sob o acompanhamento de pelo menos dois diretores da Fenajud e contarão com membros das entidades filiadas. As atividades serão iniciadas em breve, com data a ser definida junto aos membros de cada GT. As propostas serão discutidas e apresentadas no Fórum Nacional.

“Com o início destas atividades, e os resultados das valorosas discussões, a Fenajud reafirma seus compromissos na defesa dos direitos dos trabalhadores e combate as propostas contidas nas Reformas da Trabalhista e Previdência, e a precarização através da Terceirização Irrestrita”, disse Luiz Fernando, presidente da Federação.

Foto: Divulgação/Fenajud

Além disso, para a diretoria da Federação, com a criação do Fórum, a Fenajud reafirma seu posicionamento firme na luta pela democratização e contra o desmonte do judiciário, questionando as consequências negativas com a implantação de resoluções como a 219/243 e outras do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

Agenda 2º semestre

Além da criação do Fórum de Combate à Violência ao Trabalhador, os representantes sindicais presentes votaram pela realização de quatro atividades no segundo semestre:

– Encontro de Comunicação da Fenajud – será realizado entre os dias 31 de agosto e 02 de setembro, em Belo Horizonte (MG);

– Seminário de Formação Sindical – será realizado entre os dias 19 e 21 de outubro, em Rondônia;

– Conselho de Representantes e Coletivo Jurídico – será realizado entre os dias 09 e 11 de novembro, no estado da Paraíba.

Imprensa/Fenajud

Deixe uma resposta