Notícias

Professor Leonardo Boff em palestra Foto: Caique Oliveira/Sintaj

O expoente da teologia da libertação, teólogo e professor Leonardo Boff afirmou que o sistema democrático brasileiro não existe de forma plena. “Se a gente pensa a democracia como respeito aos direitos humanos, igualdade, acato as leis a nossa democracia é mais uma farsa do que uma realidade”, criticou.

A declaração foi dada na abertura do Seminário de Formação Sindical do SINTAJ (Sindicato dos Servidores dos Serviços Auxiliares do Poder Judiciário do Estado da Bahia) que aconteceu, na noite desta sexta-feira (27), no Mar Brasil Hotel, em Salvador.

Coordenadores do SINTAJ e convidados abriram o evento Foto: Caique Oliveira/Sintaj

Com o tema “O despertar que o Brasil precisa: uma análise sobre o fim do bem-estar social”, Boff proferiu uma palestra em que analisou as atuais crises econômicas, política e institucional do Brasil e abordou os interesses internacionais presentes nesse cenário.

A questão [da crise] do Brasil não pode ser pensada somente a partir de dentro”. Eles [outros países, como os Estados Unidos] têm interesses no país e possuem seus aliados aqui. E foram esses aliados que deram um golpe parlamentar, jurídico, midiático e com participação do Supremo Tribunal Federal”, esclareceu o teólogo.

O professor também abordou a importância da preservação do meio ambiente e da cultura popular e criticou a grande desigualdade social, o viciado sistema político e as elites do país. No entanto, apesar das fortes censuras, terminou a sua explanação de forma otimista apontando a importância de o povo ocupar as ruas para assim barrar o retrocesso. Após a fala, Boff respondeu a perguntas dos trabalhadores presentes no evento.

Trabalhadores do Judiciário baiano assistem palestra do professor Leonardo Boff Foto: Caique Oliveira/Sintaj

 “A palestra do professor Leonardo Boff agregou muito a nossa discussão sobre a conjuntura geopolítica em que o Brasil se encontra atualmente, dentro do interesse do novo capitalismo”, disse Carolina dos Anjos, servidora da comarca de Itabuna.

A servidora Cláudia Garcia se disse tocada com a palestra de Boff. Eu fico muito emocionada porque eu sou apaixonada pelo senhor. Eu sou de movimento social, sou de ir para rua e parabenizo o SINTAJ por estar comigo na luta”, elogiou a trabalhadora lotada no Fórum Ruy Barbosa.

O seminário tem como tema geral “O servidor público no mundo do trabalho” e ainda continuará durante todo o sábado (28). O encontro contará com palestras de grandes nomes como a socióloga Graça Druck, a deputada federal Alice Portugal e o advogado Cacau Pereira

sindicato FORTE, servidor RESPEITADO!

Comentários

Posts Relacionados