Notícias

Nesta sexta-feira (26) acontece, às 19h, na sala principal do TCA (Teatro Castro Alves), as apresentações dos dez finalistas do Festival de Música promovido pelo TJ-BA em parceria com entidades representativas dos trabalhadores do Tribunal. O evento faz parte das comemorações do Mês do Servidor.

Cinco servidores filiados ao SINTAJ estão entre os finalistas: Tirzah Luppi, Danilo Guimarães, Patrícia Nascimento, Cláudia Garcia e Suze Oliveira. Os três primeiros como compositores e intérpretes e Cláudia somente como intérprete. O sindicato conversou com esses trabalhadores para saber um pouco mais sobre a trajetória musical deles e suas expectativas para a final. Confira:

Tirzah Luppi: Tirzah tem 38 anos e é lotada na comarca de Eunápolis. Apesar de ser apaixonada por música desde sempre, essa é a primeira vez que coloca “uma música sua à prova”. Nunca cantou profissionalmente, mas já fez inúmeras apresentações na igreja evangélica em que congrega, em eventos caseiros e em festas da cidade em que mora. “Sempre tive vontade de saber como seria participar de um festival de música, mas nunca tive coragem. E dessa vez eu resolvi me inscrever”, responde a servidora quando perguntada sobre o motivo da inscrição no festival. Tirzah se diz extremamente feliz em estar na final e acredita que ter sido selecionada já é uma vitória. Está competindo com a música “Pena sem Papel”, uma balada pop de sua autoria.

Danilo Guimarães: Danilo tem 33 anos e sempre foi mais compositor que cantor. Da comarca de Ibicaraí, toca violão e guitarra desde os 14 anos e aos 16 já compunha e participava de uma banda. Segundo as suas estimativas, já compôs mais de 200 canções. Vai se apresentar no TCA cantando o pop rock de sua autoria “Com você tudo já melhora”. ‘Estou feliz, na expectativa. Primeira vez que vou cantar no palco. Estou meio apreensivo, mas é isso aí. Quando eu vi que que ia ter esse evento aqui em Salvador, um celeiro musical, eu resolvi me inscrever e pensei: vai que alguém me nota como compositor, né?”, relata o servidor.

Cláudia Garcia: Cláudia canta profissionalmente desde 1998. Toca violão desde os 13 anos e ganhou o festival intercolegial de música aos 15. Hoje, aos 48, trabalhando no Fórum Ruy Barbosa, em Salvador, equilibra o trabalho artístico com a atividade no Tribunal. Afirma que voltou a cantar “com força total” há uns três anos, depois de uma pausa para tratar um problema de saúde. Dos três finalistas é a única que se inscreveu somente como intérprete e irá apresentar o blues “Pra ter Razão”, da autoria de Emerson Leal. “Eu achei muito interessante essa atitude do Tribunal. Estou muito contente de estar entre as dez finalistas. Me enche de orgulho”, conta a trabalhadora.

Patrícia Nascimento: Com mais de 20 anos de carreira, Patrícia se apresentou pela primeira vez aos 16 anos, mas afirma que canta desde os 15. Hoje, aos 45, alia a música ao trabalho como servidora no Juizado do Imbuí em Salvador. Se apresentará no TCA com a música Semeador de Choro, de sua autoria. A relação de Patrícia com a música vem da família. “Minha mãe canta maravilhosamente bem. Minha raiz de gosto musical vem dos meus pais. É uma relação de memória mesmo”. A servidora afirma ainda que contou com grande incentivo dos seus colegas de unidade para se inscrever no festival e acredita que chegar à final é um grande passo. “Nenhum cantor deixa de sentir o frio na barriga e ansiedade. Mas estou muito feliz também. Passar em um festival é muito difícil e eu entrei nessa seleção”.

Suze Oliveira: A servidora Suze Oliveira se apresentará nesta sexta interpretando a música Bombaliza Coração. Até o momento da publicação desta atualização o SINTAJ não conseguiu entrar em contato com a servidora.

Para retirada de convites, os servidores devem apresentar o crachá funcional (ou contra-cheque) e o CPF na bilheteria do Teatro Castro Alves. Será possível a retirada de dois convites por CPF (documento que o TCA utiliza para fazer cadastro e controle na Ingresso Rápido). Os ingressos podem ser retirados a partir das 12h do dia 26.

  • Errata: A matéria original mencionava apenas três filiados, mas na verdade são cinco. O erro foi corrigido às 12h16 do dia 26 de outubro.

sindicato FORTE, servidor RESPEITADO!

 

Comentários

Posts Relacionados