Em assembleia, trabalhadores do Judiciário baiano elegem delegados para Conseju e debatem estratégias de luta

Em assembleia, trabalhadores do Judiciário baiano elegem delegados para Conseju e debatem estratégias de luta

Na manhã do último sábado (17), em assembleia geral extraordinária realizada pelo SINTAJ, os trabalhadores do Judiciário baiano elegeram os delegados que participarão do próximo Conseju (Congresso da Fenajud) e definiram estratégias de luta para conseguir implementar pontos da pauta de reivindicações da categoria.

De acordo com o que foi colocado pela coordenação do sindicato, a entidade tem direito a dez delegados, que representarão o SINTAJ na eleição da próxima coordenadoria da Fenajud (Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados). O Conseju acontecerá este ano em duas etapas: a primeira no dia 8 de junho, totalmente virtual, e a segunda nos dias 9 e 10 de dezembro, que pode ou não ser presencial. Foi proposto, votado e aprovado que desses representantes cinco sejam coordenadores e cinco filiados.

Se candidataram e foram aclamados, sem objeções, cinco filiados: Luiz Henrique Nogueira, Andréia França, Jilsimar Assis, Saul Rocha e Klaudimilla Amorim. Já da coordenadoria, participarão do pleito os coordenadores de aposentados e pensionistas, geral, financeiro, de convênios e jurídico do SINTAJ, Celeste Oliveira, Rudival Rodrigues, Luiz Cláudio Oliveira, Paulo Fernando e Edson Rocha, respectivamente.

Após a eleição dos delegados, os trabalhadores discutiram as estratégias de luta. De início, os coordenadores falaram do andamento dos principais pleitos da categoria. A direção tratou da reposição inflacionária e da possível elaboração de um novo PCS (Plano de Cargos e Salários), da concessão do auxílio-saúde e dos passivos. Os coordenadores ressaltaram que boa parte dos pontos de pauta estão prejudicados pela Lei Federal 173, que segue em vigor até o final deste ano e proíbe que o poder público crie novas despesas.

A direção sindical ainda informou aos servidores que haverá uma reunião com a administração do TJ-BA (Tribunal de Justiça da Bahia), no próximo dia 26, para discutir os pleitos que não foram abordados no último encontro, realizado no dia 24 de março. Após os esclarecimentos prestados pelos coordenadores, os servidores debateram quais caminhos eram possíveis no atual cenário para alcançar os objetivos pleiteados pela categoria e tiraram suas dúvidas sobre o que foi exposto.

A assembleia contou ainda com a participação da presidente da CUT-BA (Central Única dos Trabalhadores – Bahia), Maria Madalena Firmo. Firmo abriu o encontro e destacou a importância de todos os trabalhadores brasileiros se manterem unidos, pois só assim conseguirão fazer frente e resistir ao desmonte e à retirada de direitos.

sintaj
sintaj
EDITOR
PERFIL

Posts Carousel

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Últimas postagens

Mais comentados

Vídeos