Em PAs, Sintaj requer Reajuste Linear e no Auxílio Alimentação

Em PAs, Sintaj requer Reajuste Linear e no Auxílio Alimentação

O Sintaj entrou nessa quinta-feira (18), com os PAs (Processos Administrativos) TJ-OFI-2021/07904 e TJ-OFI-2021/07905, no TJ-BA (Tribunal de Justiça da Bahia) em que requer que seja realizado estudos e adequação orçamentária com a finalidade de repor as perdas inflacionárias no valor do Auxílio Alimentação dos servidores e, também, para aplicação do Reajuste Linear, tendo em vista está a categoria sem receber a correção monetária dos vencimentos há quase sete anos. As ações atendem o clamor da categoria em todo o Estado, visto que a falta de reajustes para ambos os pleitos significa crescente perda de poder aquisitivo do servidor do Tribunal de Justiça da Bahia, perpetrado ao longo de tão prologado tempo.
Para embasar os pedidos o Sintaj solicitou ao DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio Econômico) um estudo técnico acerca dos percentuais alcançados por tais perdas e o quantitativo do empobrecimento da categoria, que segundo o referido estudo padece de perdas de quase 50% no seu poder aquisitivo de 2015 a 2021. O referido estudo afirma que é possível observar que no período de 01 de janeiro de 2014 a 31 de outubro de 2021 o IPCA-IBGE e o INPC-IBGE apresentaram uma variação de, respectivamente 48,24% e 49,35%.
Ainda de acordo com o documento apresentado houve reajustes nos meses de março de 2015 e novembro de 2015, totalizando um reajuste de 6,41% no período. No entanto, segundo o DIEESE, esses reajustes zeraram as perdas inflacionárias do ano de 2014. Em face destes resultados, afirma o DIEESE que: “as perdas inflacionárias do período janeiro de 2015 a outubro de 2021 ainda não foram repostas. Para que os salários em 01 de novembro de 2021 retornassem ao mesmo poder de compra de 01 de novembro de 2015, quando o reajuste de 6,41% foi pago integralmente, o reajuste necessário sobre os salários de novembro de 2021 seria de 48,24% pelo IPCA-IBGE e de 49,35% de acordo com o INPC-IBGE”.

1 comment
sintaj
sintaj
EDITOR
PERFIL

Posts Carousel

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

1 Comment

  • Avatar
    Rafael
    20 de novembro de 2021, 11:15

    Com todo respeito, Sintaj, mas blá blá blá não resolverá. Ou todos os sindicatos de servidores da Bahia se unem e, inicialmente, façam uma pressão real com ameaça de greve pesada, e após um mês, deflagrem greve geral, ou estes 50% vão virar 100%, principalmente se o PT ganhar novamente. PT não mais representa os trabalhadores, então saiam do papel.

    REPLY

Últimas postagens

Mais comentados

Vídeos