Nota de apoio à greve sanitária dos trabalhadores do TJ-SP

Nota de apoio à greve sanitária dos trabalhadores do TJ-SP

Em uma assembleia virtual realizada pelo Sintrajus-SP, nesta segunda-feira (27), os trabalhadores do TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo) deflagraram uma greve sanitária para protestar contra o retorno às atividades presenciais instituído pela Corte.

Desde o início da pandemia, o estado de São Paulo está na liderança do número de casos e mortes no país. Apesar das autoridades já terem adotado um processo de reabertura econômica, só nesta segunda (27) foram registrados 10.174 novos casos de Covid-19, dando um total de 487.654 contágios confirmados desde o começo do surto. Até o momento já são 21.676 mortos.

A decisão do TJ-SP desconsidera todo o quadro acima descrito, bem como o fato de que o aparecimento de novos casos está acelerado, como mostra ferramenta desenvolvida pelo jornal Folha de São Paulo. O Tribunal não está prezando pela vida dos seus trabalhadores. Embarca na decisão errônea das autoridades políticas, caracterizada pela priorização de interesses econômicos em detrimento da saúde da população.

O SINTAJ declara o seu apoio público à greve dos colegas paulistas e acredita na legitimidade do movimento que visa preservar vidas. A prestação de serviço na Justiça paulista segue com normalidade, já que os servidores estão mantendo as suas atividades em trabalho remoto, como aliás, vão continuar, visto que a greve está restrita apenas ao não comparecimento dos trabalhadores na sede administrativa do TJ-SP e nas unidades judiciárias.

O sindicato está à total disposição do Sintrajus-SP e dos trabalhadores para somar na luta e ajudar no que for preciso. Neste momento o mais importante é salvar vidas.

sintaj
sintaj
EDITOR
PERFIL

Posts Carousel

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Últimas postagens

Mais comentados

Vídeos