Protestos contra Bolsonaro: SINTAJ participa de manifestação pela queda do presidente

Protestos contra Bolsonaro: SINTAJ participa de manifestação pela queda do presidente

SINTAJ participou de manifestação contra Bolsonaro Foto: Niassa Jamena/Sintaj

Na manhã deste sábado (2), membros da coordenação do SINTAJ se juntaram a milhares de soteropolitanos insatisfeitos com o governo Bolsonaro e foram às ruas do centro de Salvador participar dos protestos de oposição ao presidente. A manifestação integrou uma articulação nacional de atos, promovidos por movimentos sociais, entidades representativas, partidos políticos e organizações da sociedade civil de todo o Brasil.

A passeata teve início às 9h30 e percorreu o trajeto compreendido entre a praça do Campo Grande, onde ocorreu a concentração inicial, e a praça Castro Alves. O mote central do protesto foi o impeachment do presidente Jair Bolsonaro, justificado pelas outras pautas que motivaram o ato, como a cada vez maior precariedade das condições de vida do brasileiro, a alta de preços dos alimentos e da gasolina e a desastrosa condução da pandemia pelo governo federal. Além destas, a não aprovação da Reforma Administrativa (PEC 32) também foi uma bandeira de destaque.

Manifestação contra o governo Bolsonaro reuniu milhares nas ruas do centro de Salvador Foto: Niassa Jamena/Sintaj

Puxaram o ato quatro carros de som, onde lideranças políticas e sindicais fizeram discursos e entoaram gritos de guerra, como “fora Bolsonaro” e “feijão no prato, vacina no braço”. Alguns grupos de percussão e bandas de fanfarra distribuíram-se ao longo da multidão para incentivar as pessoas ao som de músicas e paródias de protesto e marchinhas. Vários participantes carregavam bandeiras representativas de entidades e causas sociais diversas e portavam também faixas com inscrições contra Bolsonaro e o centrão e com
reivindicações de melhorias.

A manifestação contou com uma grande participação da população soteropolitana, além dos organizadores, dos membros da militância organizada e dos representantes de movimentos sociais e entidades de classe. Algumas das instituições presentes no protesto foram o Fórum Baiano em Defesa do Serviço Público, a ASSUFBA, o Sindicato dos Bancários, a Unegro, a APUB e a APLB. O ato durou cerca de quatro horas.

sintaj
sintaj
EDITOR
PERFIL

Posts Carousel

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Últimas postagens

Mais comentados

Vídeos