Notícias

Trabalhadores são impedidos de entrar na Alba Foto: Niassa Jamena/Sintaj

Apesar da intensa manifestação realizada pelos trabalhadores públicos baianos, a bancada governista na Alba (Assembleia Legislativa da Bahia) aprovou a Reforma Administrativa proposta pelo governador Rui Costa, que inclui o aumento da alíquota previdenciária dos servidores de 12% para 14%.

Coordenadores e membros da base participaram da manifestação Foto: Niassa Jamena/Sintaj

Coordenadores e trabalhadores da base do SINTAJ participaram da mobilização que se iniciou nesta terça-feira (11) com a ocupação do plenário da Casa pelos servidores, muitos dos quais dormiram no local para evitar que o projeto fosse aprovado pelos deputados na calada da noite. Ao retornarem à Alba na manhã desta quarta-feira (12), os trabalhadores encontraram a dita “casa do povo” totalmente cercada por policiais militares e pela Tropa de Choque. Os servidores foram completamente impedidos de acompanhar a votação que afetou gravemente os seus rendimentos, em mais uma medida autoritária do governador Rui Costa.

As lideranças sindicais presentes tentaram em vão conversar com o líder do governo, deputado Zé Neto (PT). Foram ignorados. Rui se afasta cada vez mais dos trabalhadores que diz defender. Por ter maioria no Legislativo, se acha no direito de impor qualquer medida sem conversar antes com aqueles que serão afetados. Se recusa a dialogar e age antidemocraticamente. Já os deputados da bancada governista não fazem nenhuma avaliação dos projetos enviados pelo Executivo. Aprovam qualquer medida da parte do governador. Servem mais a ele do que ao povo que os elegeu.

Tropa de Choque cerca a Alba Foto: Niassa Jamena/Sintaj

Entretanto, os trabalhadores se mantiveram firmes na resistência. Os que passaram a noite na Alba ficaram isolados e não puderam acompanhar a votação – transferida para o auditório da Casa Legislativa pelo presidente Ângelo Coronel – devido à presença da polícia, mas passavam informações para os colegas que se encontravam duo lado de fora. Os trabalhadores que estavam na área externa tentaram entrar novamente na Alba, mas foram impedidos pela Choque. Também tentaram impedir os deputados de entrarem para votar, mas não conseguiram bloquear todas as entradas.

A reforma administrativa de Rui foi aprovada no início da tarde e, além de aumentar a alíquota previdenciária dos servidores, diminuiu o repasse governamental para o Planserv, extinguiu cargos comissionados e órgãos estatais.

sindicato FORTE, servidor RESPEITADO!

Comentários

Posts Relacionados