Em reunião com TJ-BA, SINTAJ discute pauta de reivindicações e Balcão Virtual

Em reunião com TJ-BA, SINTAJ discute pauta de reivindicações e Balcão Virtual

Coordenadores do SINTAJ se reuniram com administração do TJ-BA Foto: Sintaj

Na tarde desta segunda-feira (22), a coordenadoria executiva do SINTAJ se reuniu com a administração do TJ-BA (Tribunal de Justiça da Bahia) para discutir assuntos de interesse dos trabalhadores do Judiciário baiano. Ao longo do encontro, foram debatidos pontos da pauta de reivindicações da categoria e a implementação do “Balcão Virtual”.

A coordenação iniciou a reunião abordando a concessão de auxílios, a elaboração de um novo PCS (Plano de Cargos e Salários) e o pagamento dos passivos. Os representantes da administração do Tribunal afirmaram que a Lei 173 os impede de criar inúmeras despesas, inclusive as que adviriam da criação de benefícios e de um novo plano de cargos.

No entanto, o SINTAJ já iniciou as negociações em relação aos auxílios e ao PCS para que ano que vem, quando a Lei 173 deixará de ser um impeditivo, já esteja tudo pronto para a implementação dessas medidas. Já sobre os passivos, a administração se disse empenhada em resolver a questão.

O segundo tema tratado foi a implementação do “Balcão Virtual”, ferramenta que permite que o atendimento das unidades judiciárias seja feito on-line. Segundo a administração da Corte, o Balcão Virtual é uma exigência feita pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) que o Tribunal é obrigado a cumprir. Durante o debate sobre o balcão também esteve presente na reunião o presidente do Sinpojud, Zenildo Castro.

Os coordenadores expuseram todos os problemas que a iniciativa acarreta para os servidores e foi acordado que as entidades representativas irão consultar a categoria para saber quais as dúvidas e as sugestões dos trabalhadores para a implementação do serviço. O TJ-BA se comprometeu a responder aos questionamentos e a estudar a viabilidade de implantação das ideias que surgirem. O SINTAJ fará a consulta através de formulário que já está disponível nas redes sociais da instituição e também no final deste texto.

Por fim, a coordenação do sindicato ainda falou sobre a demora na análise dos processos administrativos movidos pelos trabalhadores. A direção do TJ-BA pediu que todos os processos que apresentarem problemas sejam enviados à administração para que as falhas possam ser sanadas.

Como representantes da direção do Tribunal, estiveram presentes na reunião o secretário-geral da presidência, Franco Bahia; a chefe de gabinete da presidência, Clio Félix; a secretária de gestão de pessoas, Janaína Castro; o secretário de tecnologia, informação e modernização, Luís Bahiense; o secretário de administração, Fabrício Ferreira; o secretário de planejamento, Pedro Vivas e a secretária judiciária, Bianca Henkes. Todos os coordenadores do SINTAJ participaram da reunião.

A coordenação do SINTAJ e a administração do TJ-BA marcaram dois novos encontros. O primeiro, nesta quinta (25), debaterá o balcão virtual e o segundo, no dia 26 de abril, retomará a discussão sobre os pontos de pauta.

Para acessar o formulário clique aqui.

2 comentários
sintaj
sintaj
EDITOR
PERFIL

Posts Carousel

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

2 Comentários

  • Avatar
    Elma Lúcia Santos
    24 de março de 2021, 14:35

    Muito bom

    REPLY
  • Avatar
    Jair Castelo Branco
    24 de março de 2021, 18:10

    Estamos sofrendo um arrocho salarial que nunca presenciei nestes 21 anos de TJ.BA.
    Gostaria de entender, como pode esse tal governador fazer o que quer com a categoria, sem que nenhuma mediada seja tomada.
    Me questiono porque um direito constitucional (a correção salarial) é desconsiderada por tanto tempo e bem antes da pandemia.
    Percebo que estamos sendo considerados como uma boiada à porta do abatedouro. Triste realidade dessa até então triste Bahia.
    Fora Ruim de Costa.

    REPLY

Últimas postagens

Mais comentados

Vídeos