Fala de Rui sobre não pagamento de salários desconsidera socorro aos estados e demonstra falta de sensibilidade do governador

Fala de Rui sobre não pagamento de salários desconsidera socorro aos estados e demonstra falta de sensibilidade do governador

Foto Paula Froes/Govba

Nesta segunda-feira (11) o governador Rui Costa afirmou, em entrevista a veículos de comunicação do interior baiano, que talvez não haja como pagar os salários dos trabalhadores do serviço público do estado a partir do mês de julho. “Maio e junho temos caixa, temos fluxo para pagar os salários. Nos outros meses não está garantido”, disse o chefe do Executivo baiano.

A suposta incerteza de Rui não tem nenhuma razão de ser, já que o Congresso acabou de aprovar o pacote de socorro aos estados e municípios – que aguarda somente a sanção presidencial – justamente para que as unidades federativas possam manter sua estrutura básica funcionando durante a pandemia e isso inclui o pagamento dos funcionários da máquina pública. É sempre bom destacar que muita das demandas trazidas pela pandemia de Covid-19 desaguam no serviço público, inclusive a mais importante delas: o atendimento médico.

Além disso, essa mesma ajuda que será prestada pela União obriga os governadores a congelar os salários de grande parte do funcionalismo até dezembro de 2021 e proíbe as progressões por merecimento e antiguidade. E Bolsonaro já deixou claro que existe a possibilidade de esse congelamento atingir a todos os trabalhadores estatais, incluindo os que estão na linha de frente do combate ao coronavírus. Ou seja, haverá aporte de recursos e os vencimentos não serão corrigidos a partir da inflação.

Ciente dessas questões, o SINTAJ já está buscando possibilidades de entrar com uma ADIN (Ação Direta de Inconstitucionalidade) para tentar barrar esse congelamento. Afinal, esses 18 meses se somarão, aqui na Bahia, a mais seis anos nos quais o governo estadual descumpre a lei que determina o reajuste anual dos servidores e não paga a reposição.

O objetivo do governador com essa declaração é desconhecido. Falas como essa causam pânico nas pessoas. No momento delicado pelo qual o mundo todo passa, devido à pandemia de Covid-19, Rui deveria ter a sensibilidade de lembrar que todos estão mais suscetíveis às incertezas e com medo de serem atingidos pela crise econômica. Se não há certeza de que o não pagamento se concretizará não é responsável apenas dar a declaração sem apontar nenhuma solução ou rumo claro. Não é a postura mais correta para um gestor.

Apesar de a fala ter sido uma resposta a uma pergunta feita sobre a situação fiscal e o pagamento de salários, se o governador não tinha algo concreto a dizer era melhor não falar nada. Antes isso do que afirmar que há a possibilidade do não pagamento deixando nas entrelinhas que não tem nenhum plano para evitar essa situação, criando um clima de instabilidade entre os trabalhadores. A sensibilidade social, tão cobrada a Bolsonaro pelo governador baiano, também se demonstra no modo de tratar essas questões.

4 comentários
sintaj
sintaj
EDITOR
PERFIL

Posts Carousel

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

4 Comentários

  • Avatar
    Carlinda
    13 de maio de 2020, 15:21

    É mais uma do Gov que está há mais de 5 anos sem reajustar o salário dos servidores. A insensibilidade deste governo é algo impensável, não sei onde ele quer chegar!!! Horrível, impensável! I

    REPLY
  • Avatar
    Jorge
    13 de maio de 2020, 20:05

    Vocês ficaram dormindo em berço esplêndido e Rui à vontade para nós ferrar!! Me poupem, chega a ser imoral
    prá não dizer outra coisa.

    REPLY
  • Avatar
    jose carlos
    14 de maio de 2020, 11:50

    Parabéns ao SINTAJ pelo editorial. Sindicato REPRESENTATIVO de uma categoria de trabalhadores NÃO se CALA diante de INCOERÊNCIAS E ABSURDOS, quando necessário. Este governador NÃO está preocupado com o SERVIDOR PÚBLICO do Estado da Bahia. Ele FALA para PLATÉIA. FALA para os ELEITORES dele. O governador NÃO representa este SERVIDOR. O SINTAJ SIM, este, mim REPRESENTA. E, ESTÁ HONRANDO A MISSÃO. A ADIN é IMPRESCINDÍVEL. VAMOS CONTINUAR LUTANDO.

    REPLY
  • Avatar
    Cinira Félix Cardoso
    14 de maio de 2020, 12:25

    Considerando que nosso governador é um excelente administrador e nunca faltou com seus compromissos,deduzi que foi um recado com a intençào de que nos mantivéssemos em casa,por causa do coronavírus.Com certeza,mais uma vez,manterá tudo em ordem.Eu o considero um dos melhores governadores que a Bahia já teve;quiça também em relação ao Brasil.

    REPLY

Últimas postagens

Mais comentados

Vídeos