Notícias

SINTAJ e AMAB

Na última reunião da Mesa Permanente de Articulações de 2014, realizada na última terça-feira (16) foi entregue a Lista Unificada de Precatórios do Tribunal de Justiça da Bahia. O documento foi entregue pelo assessor Gilberto Bahia e inclui a estatística do Núcleo de Precatórios, com a totalidade dos valores conciliados nesses últimos anos. “A partir de hoje, disponibilizamos a relação completa de valores de precatórios em ordem cronológica. Entendemos que, por se tratar de verba pública, há de se ter transparência”, confirmou Gilberto. Também foram discutidas as questões referentes a má distribuição de orçamento em todo o Judiciário do estado. “Há mais de dez anos, solicitamos participação no orçamento. Mas, até hoje, não conseguimos obter nenhum avanço concreto. Precisamos estruturar melhor nosso orçamento, distribuindo-o de forma mais igualitária”, disse Ana Lúcia, coordenadora administrativa do SINTAJ. A presidente da AMAB, Marielza Brandão, também reclamou dessa má distribuição: “O TJ/BA está instalando Varas e construindo Fóruns, mas isto não resolve nosso problema. É preciso que se diminuam, por exemplo, os cargos comissionados e as gratificações, enxugando a folha do nosso Estado”. O presidente Luiz Viana sugeriu que, para que o problema seja resolvido, a mesa pode estudar uma forma de fazer com que todos passem a participar da elaboração do orçamento de 2016. “Além disso, outra solução que considero importante, neste momento, é debater essas questões nos nossos novos GTs, trazendo à mesa todas as ideias levantadas, para que possamos traçar propostas objetivas ao TJ/BA. Só assim, conseguiremos avançar na discussão”, comentou Viana.

Imprensa/Bahia Notícias

Comentários

Posts Relacionados