SINTAJ participa de Fórum o Planserv é Nosso

SINTAJ participa de Fórum o Planserv é Nosso

Coordenadores do SINTAJ participaram de Fórum O Planserv é Nosso Foto: Caique Oliveira/Sintaj

Nesta quinta-feira (10) o SINTAJ participou do Fórum O Planserv é Nosso. O evento reuniu os trabalhadores do serviço público baiano para debater as falhas do plano e propor soluções para restabelecer a efetividade do Planserv. O Fórum foi uma iniciativa do SINTAJ, juntamente com o Sindimed e outras entidades representativas dos servidores baianos. O encontro contou com apresentações e palestras e foi realizado no auditório da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba).

Durante a manhã aconteceram quatro palestras. A primeira fala foi feita pelo médico cardiologista Ricardo Ayache. O médico falou sobre a experiência de criação e gestão do Cassems, plano de saúde dos servidores públicos do Mato Grosso do Sul, gerido pelos próprios trabalhadores, do qual Ayache é presidente. A apresentação foi um exemplo de um caso de sucesso de autogestão, que deixou os servidores presentes muito animados com a ideia.

Ricardo Ayache falou sobre a experiência do Cassems Foto: Caique Oliveira/Sintaj

Ayache fez questão de destacar que o sucesso atual da Cassems foi fruto de muito trabalho e que no início enfrentaram inúmeras dificuldades. “Apesar dos desafios, hoje nós conseguimos construir uma rede própria de atendimento, além da rede credenciada. Mas lá se vão 19 anos. São mais de 215 mil vidas e quase 3 mil profissionais de saúde”, contou o presidente do plano.

A segunda apresentação foi da diretora jurídica e de aposentados da Asfeb Saúde – plano dos servidores fiscais do estado da Bahia -, Hogla Pacheco. Pacheco abordou a estrutura, o financiamento e a dinâmica do plano, também apontado como uma possível inspiração para os trabalhadores que sofrem com o Planserv. “O nosso plano é de autogestão e a manutenção financeira é exclusivamente nossa. Nós não recebemos nenhum aporte do governo”, explicou.

Hogla Pacheco falou sobre o Asfeb Saúde Foto: Niassa Jamena/Sintaj

A terceira palestra da manhã foi da médica e diretora de comunicação e imprensa do Sindimed-BA (Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia), Clarice Saba. A médica falou sobre a necessidade dos profissionais de saúde e dos pacientes se unirem para salvar o Planserv. “O usuário tem o nosso respeito e a nossa solidariedade diante de tão grande desassistência”, afirmou Saba.

A última explanação do dia foi de André Liberato, coordenador do TRT5 Saúde, plano de saúde dos integrantes da Justiça Trabalhista baiana. Em sua fala, Liberato enfatizou a importância da autogestão. “A gente está vivendo uma financeirização da saúde. O Planserv é muito importante e vocês têm que escolher qual o melhor sistema para vocês”, concluiu.

André Liberato falou sobre a experiência no TRT5 Saúde Foto: Niassa Jamena/Sintaj

No turno da tarde foi aberta a plenária, na qual os participantes puderam expor suas insatisfações com o Planserv e propor soluções para melhorar e fortalecer o plano. Ainda foi formado um grupo para estudar a situação do plano e elaborar uma proposta de autogestão do Planserv pelos servidores.

Estiveram presentes no evento, representando o SINTAJ, os coordenadores geral, de comunicação, intersindical e de aposentados do sindicato, Rudival Rodrigues, Alberto Miranda, Gustavo Vieira e Celeste Oliveira, respectivamente.

sintaj
sintaj
EDITOR
PERFIL

Posts Carousel

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Latest Posts

Top Authors

Most Commented

Featured Videos