Notícias

No último dia 22 foi apresentada no Tribunal Pleno do TJ-TO (Tribunal de Justiça do Tocantins) um projeto que visa alterar a Lei Complementar 10/96 e o art. 26, da Lei nº 2409/2010, que trata do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) dos servidores do Poder Judiciário do Estado do Tocantins.

A proposta tem como objetivo acabar com os cargos de Oficial de Justiça e escrivão. Ambos seriam substituídos pelo cargo único de agente de diligências. O texto também prevê a unificação de comarcas, através da criação de circunscrições judiciárias.

A Coordenadoria Executiva do SINTAJ vem a público repudiar essa tentativa do TJ-TO de prejudicar os trabalhadores. A unificação de comarcas, além de atingir diretamente os servidores que muitas vezes precisam se desfazer de uma vida completamente estabelecida é ruim também para a população. A extinção de cargos sobrecarrega os trabalhadores.

A direção do SINTAJ é totalmente contra a iniciativa e se solidariza com os colegas do Tocantins, se colocando à disposição para qualquer ajuda necessária. Nesses tempos sombrios, nós trabalhadores temos que nos unir. Juntos Somos Mias Fortes!

sindicato FORTE, servidor RESPEITADO! 

Comentários

Posts Relacionados