Notícias

Foto: Caique Oliveira/Sintaj

Os desafios e as possibilidades oferecidos por uma vida longeva foram os assuntos que permearam todo o Seminário de Aposentadas e Aposentados realizado, nesta quarta-feira (21), pelo Sintaj (Sindicato dos Servidores dos Serviços Auxiliares do Poder Judiciário do Estado da Bahia). O evento ocorreu no hotel Vila Galé e contou com palestras e vivências meditativas.

O pesquisador de geofilosofia, meditação e autoconhecimento, Pietro do Val Zecca, abriu o evento pela manhã com uma sessão de meditação. A plateia foi seguindo as instruções do facilitador, que ensinou técnicas de relaxamento e demonstrou a importância do cuidado com a mente e da busca por qualidade de vida.

Primeira meditação com Pietro do Val Zecca Foto: Kylyana Queiroz/Sintaj

A professora Márcia Macedo falou logo após a meditação. A socióloga abordou o culto à juventude bastante presente na sociedade brasileira, esclarecendo o papel da mídia e da lógica de mercado nesse processo. Em uma exposição marcada pela grande participação dos aposentados e pela quantidade de dados técnicos, Márcia ainda falou dos estereótipos ligados à terceira idade e traçou um comparativo sobre o envelhecimento em diferentes países.

Se durante a manhã foram discutidos os aspectos sócio psicológicos do envelhecimento, no turno da tarde o médico geriatra Adriano Gordilho tratou das questões biológicas que surgem com o passar dos anos. “Envelhecer é inevitável, mas é possível ter uma velhice boa, com qualidade de vida”, afirmou o palestrante. Segundo Gordilho, é fundamental que o idoso tenha acompanhamento médico, se cuide e tenha uma atividade.

Professora Márcia falou sobre o culto à juventude Foto: Kylyana Queiroz/Sintaj

Ao final dos trabalhos Pietro realizou uma visualização terapêutica e se disse emocionado com a o sentimento e a energia proporcionados pelo momento.

“O seminário apresentou um trabalho contextualizado sobre o desafio de envelhecer. É uma questão da qual a gente não pode fugir. Ficou claro que o idoso pode ter uma vida feliz e saudável”, relatou a coordenadora das aposentadas e aposentados do SINTAJ, Celeste Oliveira.

Dr. Adriano abordou a importância de se ter uma velhice saudável Foto: Kylyana Queiroz/Sintaj

Para fechar o seminário houve uma confraternização em clima junino. As aposentadas e aposentados aproveitaram o momento de lazer ao som de um bom forró e com comidas típicas de São João.

sindicato FORTE, servidor RESPEITADO!

Comentários

Posts Relacionados