SINTAJ participa de manifestação contra a Reforma da Previdência

Foto: Caique Oliveira/Sintaj

Na manhã desta sexta-feira (22) trabalhadores do Judiciário baiano e representantes da coordenação do SINTAJ se juntaram a outros trabalhadores, representantes de sindicatos, centrais sindicais e movimentos sociais em um protesto contra a Reforma da Previdência, em Salvador. A manifestação ocorreu de forma pacífica e consistiu em uma passeata que foi da Rótula do Abacaxi até as imediações do Shopping da Bahia.

A passeata começou por volta das 9h30 da manhã. Durante todo o trajeto os manifestantes alertavam a população sobre os prejuízos que a reforma trará para os trabalhadores, através dos discursos feitos pelos líderes sindicais no carro de som e dos panfletos distribuídos. A todo o momento os trabalhadores entoavam palavras de ordem e gritos de guerra, como “Oh Bolsonaro presta atenção essa reforma não passa, não”.

“Essa chamada reforma não é reforma. É extinção da previdência pública. Vai ser uma tragédia, principalmente para a população mais carente, mas também para nós servidores públicos”, analisou a servidora Cláudia Garcia.

“Isso que está acontecendo aqui irá impactar a vida de todos os trabalhadores e aposentados brasileiros. Essa reforma irá acabar com a vida dos trabalhadores”, criticou o servidor Antonio Jair.

Foto: Caique Oliveira/Sintaj

Grande parte dos presentes na manifestação carregavam faixas e cartazes pedindo a não aprovação da reforma. A manifestação ocupou duas vias durante o trajeto.

O coordenador geral do SINTAJ, Rudival Rodrigues, falou sobre a importância do protesto. “Nós do SINTAJ estamos aqui fazendo valer a nossa luta. Infelizmente tem muito trabalhador incomodado com esse movimento. Mas essa reforma atingirá a todos e nós não podemos nos incomodar com os incomodados”, concluiu.

Já o coordenador intersindical da entidade, Gustavo Vieira, destacou a importância de os trabalhadores se posicionarem contra a reforma coletivamente. “Temos que nos unir. Toda a classe trabalhadora deve lutar junta nesse momento”, decretou.

O SINTAJ convidou todos os trabalhadores do Judiciário baiano para participar das manifestações contra o projeto em suas respectivas cidades.

sindicato FORTE, servidor RESPEITADO!

sintaj
sintaj
EDITOR
PERFIL

Posts Carousel

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Últimas postagens

Mais comentados

Vídeos