SINTAJ repudia corte de salário de professores da UNEB

Há quatro anos o governador Rui Costa deve aos trabalhadores públicos o reajuste linear. O direito, garantido por lei, é negado por Rui ao funcionalismo sem nenhum diálogo ou proposta de negociação. Enquanto sindicato que representa os servidores do TJ-BA, diretamente atingidos por essa medida, o SINTAJ sabe na pele o que é enfrentar o governador.

Dessa forma, a entidade sindical repudia totalmente a atitude de Rui de cortar o ponto dos professores grevistas da Uneb (Universidade do Estado da Bahia). O SINTAJ considera a medida autoritária, desmedida e, no caso de Rui, contraditória, já que o governador faz parte do Partido dos Trabalhadores.

Do mesmo modo, o sindicato se solidariza com os docentes e louva a luta destes. Nestes tempos sombrios e de retirada de direitos é de grande importância a mobilização de uma categoria tão importante quanto a de professores de uma universidade pública.

Os professores estão em greve desde o dia 4 de abril e exigem que Rui negocie a pauta de reivindicações da classe.

O SINTAJ espera que os professores da UNEB resistam. Juntos os trabalhadores são mais fortes!

sintaj
sintaj
EDITOR
PERFIL

Posts Carousel

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Últimas postagens

Mais comentados

Vídeos