Notícias

Foto: Niassa Jamena/Sintaj

Nesta terça-feira (5) membros da coordenação do SINTAJ se reuniram com as coordenadoras geral e de relacionamento do Planserv, Socorro Brito e Aline Coelho, respectivamente. Durante a reunião os sindicalistas conversaram com as representantes do plano sobre as dificuldades enfrentadas pelos servidores e cobraram soluções para essas demandas.

Os coordenadores do SINTAJ abriram a reunião abordando, mais uma vez, a dificuldade que os trabalhadores têm enfrentado para marcar consultas, principalmente especialidades como neurologia e dermatologia, e para conseguir medicação. As representantes do Planserv afirmaram que iam se aprofundar na questão sobre os remédios para resolver o mais rápido possível e disseram que estão montando uma reestruturação na rede de atendimento para melhorar o serviço.

Brito explicou que o dinheiro do Planserv é distribuído através de editais e que, em relação ao montante geral, a rede credenciada é suficiente, mas regionalmente não é. Segundo a gestora, a proposta é reorganizar essa rede, dando ênfase na atenção básica, de modo que os trabalhadores tenham atendimento garantido nas cidades em que residem, principalmente no interior. O plano é dividir o estado em 31 microrregiões e implantar um sistema que alie um projeto multidisciplinar e ambulância itinerante nos pequenos municípios.

Ainda sobre a dificuldade de marcação, as coordenadoras falaram que já está disponível no site do Planserv a agenda eletrônica, que permite a marcação de consultas de forma virtual. Nessa modalidade não há limite para as marcações.

Brito e Coelho também descartaram a possibilidade de privatização do Planserv. Os coordenadores do SINTAJ afirmaram que os servidores não querem abrir mão do plano e sim revitalizá-lo e afirmaram que o sindicato vai lutar pelo Planserv.

Estiveram presentes na reunião, representando o SINTAJ, os coordenadores geral, jurídico, de aposentados e de convênios da entidade sindical, Rudival Rodrigues, Elizabete Rangel, Celeste Oliveira e Edson Rocha, respectivamente.